Com Amor? | With Love?

Com Amor? | With Love?

 

Sabe quando ficamos estonteados com alguma coisa bem feita? Um solo de guitarra, um prato diferente, uma aula, um discurso? Às vezes coisas simples se tornam um espetáculo por conta de algum detalhe escondido, indescritível. Geralmente quando perguntamos às pessoas responsáveis por aquela beleza diferente qual é o “segredo”, elas dizem que aquilo foi feito com amor.
Interessante como algo tão “abstrato”, que não tem peso, cor ou forma, pode mudar radicalmente o sentido das coisas. O arroz e feijão feito “com amor” é muito mais gostoso; o móvel que o marceneiro faz “com amor” é muito mais bonito; a foto tirada “com amor” arranca sorrisos.
Mas será que o amor é só um tempero? Um filtro do instagram? Não consigo pensar que ele seja somente a cereja do bolo. Acho que o amor é o bolo. Cereja são as coisas feitas por meio dele.
Como um professor uma vez me disse, amor é sempre o prato principal. Assim como as fotos da Justi não foram tiradas com amor: O amor que faz ela tirar essas fotos de tirar o fôlego…

You know when we’re stunned by something well done? A guitar solo, a different dish, a lesson, a speech? Sometimes simple things become a spectacle because of hidden, indescribable details. Usually when we ask the people responsible for that different beauty what is the “secret”, they say that it was made with love.
Interesting as something so “abstract,” which has no weight, color or shape, can radically change the meaning of things. Rice and beans made “with love” is way more yummy; the furniture that the joiner does “with love” is much more beautiful; the photo taken “with love” causes smiles.
But is love just a seasoning? An instagram filter? I can not think it’s just the icing on the cake. I think love is the cake. “Icing on the cake” is everything else made through it.
As one teacher once told me, love is always the main course. Just as Justi’s pictures were not taken with love: Love makes her take these breathtaking photos…
LH

Leave a Reply